EM ALFAMA

21 de outubro 2017

CATÁLOGO BIBLIOGRÁFICO

Rede Bibliotecas de Espinho

TRICOTAR HISTÓRIAS

Às terças-feiras quinzenalmente!

CONTOS E CANTOS PARA INFANTE

Atividades para crianças na Biblioteca!

HORA DOS MAIORES

Atividades para seniores

NO LABORATORIO DO ABECEDÁRIO

Atividades para crianças!

-->

terça-feira, 25 de novembro de 2014

LANÇAMENTO DO LIVRO "POR ACASO..."

A jornalista da RTP, Fátima Araújo, apresenta o livro “Por acaso…”, da sua autoria e com prefácio escrito pelo neurocirurgião João Lobo Antunes, no dia 3 de Dezembro de 2014, Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, na Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva em Espinho pelas 18:00 horas.
O livro “Por acaso…” é uma narrativa jornalística sobre cinco jovens portugueses com Paralisia Cerebral que, apesar das suas limitações físicas, são casos positivos de sucesso, de empreendedorismo social e laboral, de pioneirismo, de integração social bem-sucedida, de auto-aceitação e de auto-superação, jovens exemplos de interacção, que ajudam a desmistificar clichés e preconceitos que a sociedade continua a ter em relação aos deficientes, jovens exemplos de perseverança e exemplos de pessoas úteis e válidas. 

O livro “Por acaso…” aborda não só as questões relacionadas com os projectos profissionais e sociais em que esses cinco jovens portugueses com Paralisia Cerebral estão envolvidos, mas também questões relacionadas com os seus afectos, as suas relações pessoais e a sua sexualidade, questões associadas à sua fé e à forma como a prática desportiva é determinante para a sua auto-aceitação e superação. 
As cinco histórias de vida narradas neste livro são a de Rui Reisinho, um bailarino com Paralisia Cerebral que criou, há 18 anos, a primeira escola de dança inclusiva em Portugal; a de Ana Catarina Rodrigues, uma socióloga com Paralisia Cerebral, activista do MDI - Movimento de (d)Eficientes Indignados, que luta para que sejam implementados em Portugal os institutos de vida independente, destinados às pessoas com deficiência que querem ter uma vida autónoma e que não querem ser institucionalizadas; a de José Pedro Gomes, um informático com Paralisia Cerebral que está a desenvolver uma aplicação para as pessoas com Paralisia Cerebral que não falam e que têm debilidades nos membros superiores (mãos) poderem usar telemóveis, tablets e computadores através do olhar; a de Fátima Ferreira, uma professora do Ensino Básico com Paralisia Cerebral, autora de um livro publicado e ex-campeã de natação adaptada; e a de José Rui Silva, um informático com Paralisia Cerebral, praticante de vela adaptada, que quer desenvolver sistemas de informação e tecnologias de informação que permitam dinamizar a criação de postos de trabalho para pessoas com deficiência. 
"Por Acaso…" nasce no âmbito duma parceria entre a Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) e a empresa IMOA - Clothing for All, uma empresa sedeada em São João da Madeira, que se enquadra no conceito de empreendedorismo social e que produz roupas inclusivas, susceptíveis de serem usadas por todas as pessoas, independentemente de terem deficiência e incapacidade física ou não, sendo que algumas dessas peças de roupa têm especificidades técnicas adaptadas a pessoas com deficiência, a acamados e a doentes em cuidados paliativos.
O livro "Por acaso..." abraça, assim, uma causa solidária, tanto mais que parte das vendas do livro reverte a favor da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC).
A Paralisia Cerebral em Portugal
A Paralisia Cerebral é a deficiência motora mais frequente na infância. Caracteriza-se por um con¬junto de défices permanentes dos movimentos e da postura, causados por algum distúrbio no encéfalo durante o desenvolvimento do feto na gravidez ou depois do nascimento. 
Essas debilidades motoras são, em muitos casos, acompanhadas de perturbações de comunicação e de comportamento, perturbações sensitivas, de percepção e de cognição, por Epilepsia e por problemas musculares. Apesar disso, mais de 40% das pessoas com Paralisia Cerebral tem uma inteligência normal. 
A Paralisia Cerebral ocorre em cerca de 2 bebés por cada 1000 nados-vivos. Existem, em Portugal, mais de 20 mil pessoas com este problema. Por ano, surgem no nosso país 200 novos casos. 50% desses casos tem na sua origem nascimentos prematuros. 
O parto pré-termo (prematuro) é o maior factor de risco para provocar Paralisia Cerebral. Cerca de 10% dos casos de Paralisia Cerebral são explicados por asfixia durante o trabalho de parto. Fertilização in vitro, malformações no feto, factores genéticos, infecções congénitas e perinatais, infecções intra-uterinas, problemas vasculares ocorridos durante a gravidez e gestação múltipla são factores que contribuem igualmente para o nascimento antes do tempo e que podem também estar na origem da Paralisia Cerebral. 
Este distúrbio manifesta-se de diferentes formas nas diferentes pessoas. Existem, por isso, diferentes tipos de Paralisia Cerebral, que pode ser classificada em espástica, discinésica, atáxica, hipotónica e mista. 
Uma avaliação feita em Portugal, em 2006, a todas as crianças com Paralisia Cerebral nascidas em 2001 (avaliação feita no âmbito do Programa de Vigilância Nacional da Paralisia Cerebral aos 5 Anos de Idade), concluiu que mais de 45% das crianças com Paralisia Cerebral tinha uma dependência de tercei¬ros para toda a vida.

LANÇAMENTO DO LIVRO "SOPRO"

Leonor Sobral nasceu em Lisboa, em 1954, casada, mãe de dois filhos, é licenciada em Biologia, pela Universidade do Porto. Fez o Curso de Gestão de Projetos de Educação Ambiental em 1998 e uma pós-graduação em Gestão Ambiental em 2001. Docente requisitada ao abrigo do protocolo entre o Ministério da Educação e o Ministério do Ambiente, a partir de 1998, na Coordenação de Projetos de Educação Ambiental, articulados entre a ONG, a APA (ex. IA), as Autarquias e as escolas, até 2011. 
Atualmente é docente na Escola Secundária Dr. Manuel Laranjeira, em Espinho. Co-autora de várias obras de divulgação, entre as quais: “Trilhas de Interpretação da natureza”, “A Escola Ajuda a Fauna Autóctone”, “Viver a Natureza em Ambiente Urbano”, “As crian-ças e a Natureza”, “Vamos Cuidar da Atmosfera”, “Protege a Fauna e a Flora Dunares”, “Guia das Boas Práticas do Litoral”, “Vamos Proteger os Morcegos”, Guedes, L. e P. Santos, Edição FAPAS. Participou em várias Antologias Poéticas, e, é autora do livro infanto-juvenil “Os Eco-Heróis no Planeta Verde”. Tem vários artigos temáticos publicados em Jornais e revistas. Tempos livres, dedica-se à escrita e ao canto. Exerce o Ministério de Salmista.”

sábado, 22 de novembro de 2014

1.º ANIVERSÁRIO BEBÉTECA

1 ano de Bebéteca

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

COMEMORAÇÃO 1.º ANIVERSÁRIO BEBÉTECA


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

28.º ANIVERSÁRIO DA BIBLIOTECA MUNICIPAL

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

EVENTOS EM NOVEMBRO 2014

SEM SOBRAS - SEMANA EUROPEIA DA PREVENÇÃO DE RESIDUOS'14


1 A 30 DE NOVEMBRO
No âmbito da adesão à “Semana Europeia da Prevenção de Resíduos’14”, a Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva, em parceria com a LIPOR, vai promover, no mês de novembro, o projeto “Sem sobras”. Esta iniciativa consiste na recolha de sobras de pão nas padarias e restaurantes aderentes ao projeto, para posteriormente alimentar 100 galinhas que são vendidas na Feira de Espinho.
Os munícipes também podem participar, deixando na Biblioteca Municipal as suas sobras de pão. Participe e diminua o desperdício alimentar!